Você faz a sua parte?

sábado, 24 fevereiro at 2:10 am 9 comentários

Depois da divulgação do relatório da ONU sobre o Aquecimento Global entrou em voga falar sobre o desmatamento da Amazônia, a poluição dos oceanos, o aumento do nível do mar. Tudo muito lindo, muito importante, muito grande. E muito abstrato também. A discussão se dissipou logo: coisas terríveis aconteceram, veio o Carnaval. Mas não se pode esquecer disso.

Uma birra que eu sempre tive, quando se fala em meio ambiente, é de que os problemas apontados geralmente estão além das capacidades individuais. Como eu, em Cascavel, posso impedir a destruição das barreiras de corais? Como uma pessoa que mora em São Paulo pode impedir o desmatamento na Amazônia? E as calotas polares? O que eu posso fazer para impedir o seu derretimento??

Talvez motivada pela mesma birra, a Lucia Malla propôs, no último dia 06, o Meme das Atitudes Ecoconscientes. A idéia é:

“Poste as 3 atitudes ecoconscientes que você praticou/pratica/pretende praticar na sua vida (ou na sua casa, no seu trabalho, no boteco, etc.) para melhorar a situação ambiental do planeta Terra.”

Já passou da hora da gente parar para pensar nisso. E começar a agir, também. O que você faz para melhorar a situação ambiental?

Eu faço:

1. Economia de energia elétrica e de água: Algumas casas parecem uma árvore de natal, cheia de leds (aquelas lâmpadinhas de stand-by) acesos. Para quê? A conta é fácil: se há luz ou dissipa calor, há consumo de energia. E geralmente é inútil. Preciso falar da água? 20l de água para escovar os dentes com a torneira aberta? Ensaboar os cabelos com o chuveiro ligado? Você precisa mesmo disso? Economizar água e energia elétrica é fundamental para a diminuição da demanda e pela preservação do meio ambiente, além de ser bom para o seu bolso!

2. Caminhar, pegar/dar carona, usar o transporte público: Eu procuro fazer tudo que é possível próximo de casa. Academia, mercado, compras. Quanto mais eu caminhar, menos combustível utilizar, melhor – inclusive para o meu bolso. As únicas coisas que são impossíveis para mim é ir a pé até a faculdade e até a casa da minha mãe. Inteligência para saber quando e como usar o carro é fundamental – nada de ficar dando voltinha à toa!

3. Comer pouco, evitar o consumo de produtos industrializados ou que venham de muito longe: É, pois é. Se você come um pacote de bolacha por dia, você joga uma embalagem por dia. Se você come um pacote de bolacha por mês, é uma por mês. Entendeu a conta? Consumir produtos naturais e que venham de localidades próximas à sua cidade também diminui a demanda por transporte (que no Brasil é feito basicamente por caminhões) e é muito mais saudável, certo?

Bonus track: Fuja das embalagens!!! Você já parou para pensar quantas sacolinhas/saquinhos plásticos vão parar no lixo por sua causa em um ano? Em dez anos? Em toda a sua vida? Pode ser difícil solucionar o problema dos absorventes higiênicos (solução ) e das fraldas descartáveis (sempre há as de pano), então que tal economizar no que é possível? Coloque as batatas, as cenouras e as cebolas na mesma sacolinha. Leve sua sacola de feira ao mercado. Não compre nada que venha em embalagem de isopor. Nada de acumular lixo por aí. O meio ambiente e o seu futuro agradecem!

Agora é sua vez. Quais suas três dicas para melhorar o nosso mundinho?


(O que você está fazendo aqui?)

Anúncios

Entry filed under: Blog, natureza.

Interney Blogs, CD Chain Enloucrescendo, Shrove Friday e otras cositas más A Paixão segundo CR: Observar o Pôr do Sol

9 Comentários Add your own

  • 1. enio  |  sábado, 24 fevereiro às 3:04 am

    o teu número 2 e bônus eu faço não é de hoje.

    minhas dicas:

    1 – não fume

    2 – não assista tv comercial

    3- não leia Kibe Loco

    Re: O que o Kibe Loco tem a ver com isso? É para manter limpa a sua mente?

    Resposta
  • 2. enio  |  domingo, 25 fevereiro às 8:59 pm

    O Kibe está pra blogosfera assim como gugu liberato pra TV, Chorão pra MPB, bruna surfistinha pra literatura, Oliver pra gastronomia, renan calheiros pra política, parreira pro futebol e por aí vai.

    Todos muito famosos e nocivos, cada qual a seu modo, para o meio ambiente.

    Re: Understéindi! =) (Mas o Oliver é gatinho, vá)

    Resposta
  • 3. Doni  |  segunda-feira, 26 fevereiro às 2:18 am

    O Enio realmente não gosta do Kibe Loco, não? hehehehe Bem, como temos amigos em comum! Não só a galera do Interney Blogs mas também a Lucia Malla, que é uma pessoa que conheci pessoalmente e de quem gosto mto. É realmente complicada essa questão de como lidar com as dificuldades do planeta do ponto de vista “micro” de cada indivíduo. Gostei de tudo que citou, e acrescento um item, que espero concluir logo: cultivar um jardim! Ganhou um leitor, até mais. 🙂

    Re: Pois é, o Enio é uma pessoa de opiniões fortes! Sorte que ele gosta de mim, rá! Sabe que você é bem famoso, né? “Ah, o Doni”, “É, o Doni”, “Tá lá no Doni”… Que bom te ver aqui. E parabéns – de novo – pelo blog novo! Tá supimpa!

    Quanto ao jardim, eu ainda não desisti dos meus pés de manjericão na janela. Mas aqui venta tanto… Jardins acalmam. Sorte com o seu!

    Resposta
  • 4. Rafa  |  segunda-feira, 26 fevereiro às 8:12 pm

    Amore, você viu que o Al Gore ganhou com aquele documentário ontem?

    Pois é…

    Bjusss

    Rafa

    Re: Ai, amore, nem tinha visto. Obrigada pela notícia =) Eu ando tão decinemazitada! Bjim!

    Resposta
  • 5. Erick  |  quarta-feira, 28 fevereiro às 2:20 pm

    Sabe de uma coisa? Eu acho essa coisa de “fazer a sua parte” um auto-engano. Sempre me lembro daquela história da floresta pegando fogo e só um passaro levando água de um lado pro outro.

    Se é pra pequenas coisa, até funciona. Se você quer mudar a sua vida, atuando sozinho você consegue. Mas se precisa mudar algo grande, não vai conseguir sem envolver outras pessoas, a não ser que aconteça algo mágico.

    Claro, começar já ajuda, mas ficar com “eu faço a minha parte” é algo que garante mais teu sono do que a mudança do mundo, e é característica dessa nuvem de idéias individualistas que paira por aqui, ali e qualquer lugar.

    Re: A não ser que aumente VIOLENTAMENTE o valor das tarifas de água/luz e os impostos sobre sacolas plásticas, p. ex., a única forma de EFETIVAMENTE reduzir o consumo (e a demanda, e o desperdício) desses recursos é com consciência, Ki. É o que eu falei, a gente não tá falando da Amazônia (quem conhece a Amazônia pra poder falar dela?), a gente tá falando de atitude. Via de regra, brasileiro desperdiça muito recurso. Outros povos também, mas eu sou brasileira e vou falar de brasileiro pq é o que eu conheço, certo?

    Resposta
  • 6. E agora, José? «  |  quarta-feira, 28 fevereiro às 9:36 pm

    […] Again and again. […]

    Resposta
  • 7. Erick  |  quinta-feira, 1 março às 2:01 pm

    Mas falta consciência às pessoas. Consciência de que a garrafa de Coca de 600ml que ela está comprando vai pro lixo e depois vai pro lixão e vai ficar lá, parada, sem uso. Ou que a sacolinha da padaria vai pro mesmo destino, e pode ir pro rio. E os produtos de limpeza que não são biodegradáveis? E se você pensar um pouco mais longe, e as produções de carne no interior do Brasil, com toda a devastação que acontece pra abrir novos pastos, são desperdício também.

    Porque tudo é fácil, né? A vida no Brasil, por mais que seja paradoxal a gente dizer isso, é barata. Plástico é barato, papel é barato, poluir e consumir recurso é barato. Quanto à produção de carne, por isso que vc devia comer só Padrão Beef: é só gado confinado! (Agora eu espero os ecochatos falarem mal do confinamento)

    O que eu acho que falta é mostrar pras pessoas o que acontece com as pequenas coisas que elas fazem diariamente, e que em grande escala prejudicam o equilibrio. E isso tem que ser com grandes campanhas, com divulgação massiva. E um conjunto de leis que impeçam e multem TODOS que estejam desperdiçando, e que incentive a reciclagem, ajudando a inibir mais produção.

    Multas e leis são, em última instância, a única solução possível para o problema. Mas multas de verdade, não aquelas piadas que são aplicadas em desastres gravíssimos como os derramamentos de resíduo de mineração ou de óleo. Uma multa do tipo 95% do valor de mercado da empresa, porque quem causa desastre ambiental não deveria ter segunda chance. (Agora a ecochata sou eu?)

    (Sim, eu sei, mundo ideal. As grandes empresas não querem isso, pra elas foda-se o meio ambiente, os presidentes e a alta gerência vão sempre ter seus campos de golfe bem arborizados, suas mulheres, filhos e amantes bem alimentados e cuidados, o cachorro vai comer patê de fois-gras, etc)

    Será, Ki? Daqui a pouco vai começar a faltar peixe no mar, e esse povo é chegado numa ova de esturjão – que está quase extinto. A coisa tá feia pra todo mundo, isso é ruim por um lado mas bom por outro: começa a bater na bunda de quem decide.

    Se bem que eu acho que nem assim, a minha crença no ser humano é próxima de zero, você sabe. Eu faço a minha parte pra dormir tranquilo, e tento sempre mostrar pra mais gente o que pode ser feito, às vezes com sucesso [o pessoal trocou aqui as coca-colas diárias por suco em pó; faz mal do mesmo jeito, mas pelo menos é mais barato e sobram menos garrafas].

    Vocês viveriam melhor se trocassem por água! E fruta =) Mas tudo bem, coca-cola além de poluir um bocado – na produção, no consumo, no descarte – tira o cálcio dos ossos. E eu quero te ver forte até bem velhinho!

    Obrigada pela contribuição, Ki. Esse é o meu garoto!

    Resposta
  • 8. Silvia S.  |  sexta-feira, 2 março às 11:14 am

    Carla, eu também uso o aBio. Do crime das fraldas descartáveis eu sou culpada. 😦 Fui me dar conta tarde demais. As tuas dicas já são rotina para mim, embora eu ainda precise melhorar no quesito transporte. Levo as meninas para a escola de carro todos os dias, por exemplo. Mas não tem outra opção: não tem transporte público e não tem a menor condição de ir a pé (de carro, o trajeto, que tenho que fazer quatro vezes – ir-voltar-ir-voltar – é de 15-20 minutos). Mas logo mudo para uma cidade menor e, quem sabe, não consigo escapar dessas viagens? 😉

    Resposta
  • 9. Liliane Vieira  |  segunda-feira, 7 maio às 6:11 pm

    Acredito que cada um fazendo a sua parte ajudará sim. Primeiro cuide de seu lar! Tenho certeza que bons exmplos também são observados por terceiros. Consequntemente vc fará sua parte mostrando o melhor caminho. Não é sábil dizer que uma pessoa só não mudará o planta. Concordo que não resolverá TUDO, mas vc fazendo o bem, esse bem atingirá o próximo.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

fevereiro 2007
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  

Most Recent Posts


%d blogueiros gostam disto: